9.07.2006

Depois de apresentar o recorte, vou anexar a pesquisa bibliográfica inicial, caso novas questões apareçam durante a pesquisa e reflexão posso adicionar mais materiais ...

Mas inicialmente o levantamento está assim:

Fotografia e Antropologia: Olhares fora-dentro, Rosane de Andrade.
Livro indicado pelo coordenador Fabrizio que abriu o caminho para o pensamento da fotografia etnográfica e a construção deste olhar.
Filosofia da caixa preta: Ensaios para uma futura filosofia da fotografia, Vilém Flusser.
Outro livro indicado por meu coordenador Fabrizio, este livro usarei como base para o início da pesquisa, como disse o Fabrizio “para abrir a cabeça”, me fazer pensar diferente algumas coisas. O livro traz fotografia como revolução cultural, trata questões chave sobre a imagem, aparelho, programa, informação.

A Câmara Clara, Roland Barthes
Clássico da fotografia. Trabalha o olhar e a semiótica da imagem fotográfica.

A imagem precária: Sobre o dispositivo fotográfico, Jean-Marie Shaeffer.
Vou usar o segundo capítudo “O ícone indicial”, texto que ainda vou ler mas me pareceu bastante importante por tratar a imagem fotográfica: signo, carga temporal e espacial, o filtro olhar fotográfico, a “objetividade” da imagem (informação objetiva ou subjetiva).

O fotográfico, Organizado por Etienne Santin.
Desta coletânea de artigos escolhi alguns:
- O etnológo e suas Imagens. Sébastien Barbon, texto que aborda a importância da imagem fotográfica na antropologia mas levanta as questões das realidades e múltiplas interpretações;
- Um retorno a câmara clara de Roland Barthes e a antropologia visual. Etienne Santin, como o próprio título revela, uma releitura do seu último livro e traça alguns paralelos sobre um novo olhar proposto;
- Olhares Cruzados. Ensaio Comparativo enre as abordagens fotográfia e etnográfica. Sylvain Maresca. O próprio título já revela seu conteúdo;
- Os três paradigmas da imagem. Lúcia Santaella. Discute sobre 3 paradigmas da imagem os pré-fotográficos, fotográficos (fotos, filmes, videos...) e imagens totalmente computadorizadas (sintéticas ou infográficas);
- A fotografia sob o impacto da eletrônica. Arlindo Machado. Analisa o impacto digital sobre o conceito da fotografia, processos que independem da câmara. Texto escolhido para trazer uma discussão sobre as intervenções digitais sobre a fotografia e seus significados;
- Fotografia: a questão eletrônica. Carlos Fadon Vicente. Texto escolhido para tratar novamente da reinvenção dos aspectos técnicos, estéticos e éticos da fotografia digital.

O ato fotográfico, Philippe Dubois.
Desse uso, criações de realidades pela fotografia, livro vai tratar 3 linhas de construção: “fotografia como espelho do real”, “fotografia como transformação do real” e “fotografia como traço do real”. Outo assunto levantado é a questão do corte espaço-tempo da fotografia.

Realidade e Ficçãos na trama fotográfica, Boris Kossoy.
Este bota a prova um conceito clássico da fotografia documental, traz a fotografia como um fragmento, uma interpetação do olhar do fotógrafo, filtros da realidade que podem representar exatamente oq ela é ou trasnforma-la. Exatamente a contrução de multiplas realidades.

O surrealismo e a estética fotográfica, Fernando Braune.
Deste selecionei apenas o ultimo capítulo: “O cego, a fotografia e a sociedade contemporânea”. Busco neste uma essência de uma “olhar não visual”, o olhar fotográfico dos cegos, influencia dos sons, ambiente entre outros no olhar.

O fotográfico, Rosalind Kraus.
Espaços discursivos da imagem fotográfia, quanto a imagem e sua plurisignificação. A imagem “quando lhe falham as palavras”, fotos montagens (como as Moholy-Nagy), ampliação das realidades de uma única foto, e construção de novas fotos a partir de várias. Intervenções nas imagens são o foco que “recortei” do livro.

Janela da alma, Walter Carvalho e João Jardim.
Documentário, apresenta dezenova pessoas com diferentes graus de deficiência visual - da discreta à cegueira total - que narram como se vêem, como vêem os outros e como percebem o mundo. Uma experiencia do olhar!

Por enquanto são estes meus materiais de pesquisa, como disse podem e/ou devem sofrer modificações com o decorrer da pesquisa. Até a próxima.

1 Comments:

Blogger [fabrizio augusto poltronieri] said...

rafael,

muito bom seu levantamento bibliográfico inicial. como conversamos, estes autores são realmente centrais para se pensar a fotografia a partir do viés que você estabeleceu. as análises que você faz ajudam a traçar um mapa interessante das linhas que seu trabalho pode trilhar. me parece que temos aqui um ótimo material e motivação para a construção de um tgi de altissímo nível! é isso ae!

9/9/06 9:45 PM  

Postar um comentário

<< Home